top of page

Qual a Origem do Mal Segundo a Bíblia?


Por Edson Góes

Músico, Terapeuta, Filósofo, Comunicador e Advogado.


A Bíblia textualmente não explica a origem do mal, mas revela de forma clara que Deus criou o mal como ferramenta para evolução e despertar espiritual do homem. Nas Escrituras Deus revela que é o CRIADOR dos céus e de toda terra, também de toda criação viva e imaterial, como também de todo o cosmo!

Sabemos que alguns anjos foram as primeiras criaturas a se rebelarem contra Deus. Esses anjos são chamados na Bíblia de anjos caídos. Isso fica claro pelo fato de que o ser humano experimentou o mal pela primeira vez ao ser instigado por um tentador. Depois, as Escrituras não deixam dúvidas de que esse tentador, na figura da serpente, era Satanás (Apocalipse 12:9; 20:2). Logo, quando o mal surgiu no mundo material, ele já era uma realidade no mundo espiritual.

Um desses versículos está no livro de Isaías. Por meio do profeta Isaías, o próprio Deus diz: “Eu formo a luz e crio as trevas; promovo a paz e crio o mal; eu o Senhor, faço todas essas coisas” (Isaías 45:7). Outro versículo utilizado está em Lamentações. O escritor bíblico escreve: “Quem poderá falar e fazer acontecer, se o Senhor não o tiver decretado? Não é da boca do Altíssimo que vêm tanto o mal como o bem?” (Lamentações 3:37,38). O profeta Amós também diz: “Ocorre algum mal na cidade sem que o Senhor o tenha feito?” (Amós 3:6).

Esses versículos estão dizendo que Deus é o criador do mal. E na verdade eles precisam ser interpretados à luz de seus contextos. Quando a Bíblia diz que Deus cria o mal, esse mal não é o mal moral, isto é, o pecado. Os textos que dizem que Deus cria o mal se referem ao mal temporal, ou seja, a aplicação das leis cósmicas e príncipios herméticos já identificados pela humanidade no século XXI, o que ficou conhecido como uma forma de castigo enviado por Deus por causa da maldade do homem.

Em outras palavras, Deus envia seu juízo através da aplicação de leis fundamentais que regem o universo para purificar e orientar suas criaturas pelo reto e estreito caminho da evolução. Essa chamada "punição", que implica em sofrimento, aos olhos humanos é vista como algo mal ou ruim. Mas na verdade esse mal temporal é uma resposta divina para refrear o mal moral praticado pelo homem em atitudes, palavras ou ações.

Porém registre-se, Deus não está no universo! ELE é o criador do universo, portanto, o universo habita o mundo de Deus!

Observem que em Jó Deus permitiu que o diabo insultasse e até de certta forma praticasse o mal contra ele. Isso nos permiti perceber que Deus permite ao diabo nos insultar e tentar a todo tempo nos desviar dos designios do criador, e nisso recordemos Tiago que descreve que Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta (Tiago 1:13).

O livro de Gênesis ensina que tudo quanto foi criado por Deus era bom, especialmente por desfrutar da plena comunhão com Ele (Gênesis 1). Na verdade nem é correto falar do mal como algo supostamente criado, porque o mal não é um objeto ou uma criatura.

Biblicamente o correto é entender que o mal é a ausência do bem. Em outras palavras, num sentido ainda mais específico, podemos dizer que o mal é a ausência de Deus, isto é, o mal é aquilo que é contrário a Deus.

Então sob esse aspecto não é errado dizer que teoricamente o mal sempre existiu; isso porque Deus, que é plenamente bom e santo, também sempre existiu e sendo CRIADOR de tudo também permitiu a existência do mal para promover o aprimoramento humano no pleno exercício do bem.

Portanto, em tese aquilo que é oposto a Deus é o mal. Esse é o mal moral que é chamado na bíblia de desobediência, erro, iniquidade, ofensa e pecado.

Como a santidade e a bondade são qualidades atribuídas ao caráter divino, não faz qualquer sentido pensar no mal como obra de Deus, pois isto é completamente contrário a sua natureza e ao seu ser. Em outras palavras, é impossível que Deus pratique o mal, os atributos de Deus são santos e ELE nos legou através de Adão os 06 (seis) mandamentos primordiais e quando Nóe desceu da arca recebemos o sétimo.

O profeta Habacuque diz que os olhos do Senhor são tão puros e santos, que não suportam ver o mal (Habacuque 1:13). O livro de Jó também diz que é impossível que Deus pratique a maldade (Jó 34:10). Mas, como o mal surge e se manifesta no mundo?

Ora, através das ATITUDES, PENSAMENTOS e AÇÕES contrárias aos designios do CRIADOR!

Tudo isso significa que apesar de em princípio o mal sempre ter existido (como aquilo que é oposto a Deus), ele somente passou a ser uma possibilidade experimental após a existência das criaturas de Deus que praticam seus atributos contrários a Deus, são essas pessoas ou seres que desarpercebidas militam no fomento dos ATRIBUTOS do mal.

Mas, em breve todo o mal será extirpado deste planeta! E isso foi uma promessa de Deus! ELE criou seres racionais dotados de pessoalidade, intelecto, vontade, responsabilidade e acima de tudo com potencialidades cósmicas, sensoriais e vibracionais que ainda não descobrimos.

Então quando um desses seres livremente resolve se LIGAR a Deus e obedecer Sua vontade, e seguir o MANUAL (bíblia) que foi legado para seu crescimento cósmico e plena evolução nos segredos da criação, temos a exposição de uma força descomunal, que se reflete em beatitude, simplicidade e amor.

Dito isso, é possível compreender a pequenez dos atributos do mal, que jamais poderá ser comparado com a grandeza de Deus, embora alguns desavisados caiam no ENCANTO das benesses materiais e de uma realidade experimental sem presente e futuro no mundo de Deus!

Somos constantemente jogados e tragados por nossas escolhas e decisões erradas, pois, foram tomadas sem a presença dos atributos de Deus e do Bem! O uso do livre-arbítrio pode se transformar numa transgressão às leis naturais da dualidade e da reciprocidade.

Mas se por um lado a Bíblia não explica explicitamente a origem do mal, por outro lado ela claramente explica como será o fim do mal. Na consumação da história da redenção, Deus renovará e purificará o universo, e fará novas todas as coisas. Então todos os efeitos do mal serão removidos da criação (Apocalipse 21).


Deus nos abençoe HOJE e SEMPRE namaste!


Respeitadas as previsões legais com base na LGPD e direitos da propriedade intelectual informamos que o texto do colaborador não representa a opinião da Instituição.

56 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page