Fundação do Santuário
foto so santuario.jpg

O Núcleo de Prevenção e Medicina Vibracional Era Branca, foi fundado por Wagner Fiengo e seus amigos, no dia 30 de julho de 2008. Sua sede está localizada na região da Zona Leste, na Vila Matilde, em São Paulo.  Atualmente, a casa conta com uma equipe de aproximadamente 45 pessoas, entre médiuns, músicos e voluntários. Cada membro empenha-se com extrema dedicação e carinho às suas tarefas no Santuário, onde reúnem-se para o desenvolvimento e aprimoramento das rotinas de trabalho semanais da casa, assim como da organização das atividades. Nestes encontros, foca-se e aprimora-se o autodesenvolvimento, o canto, a escrita musical e a cura. Cada participante agrega seu conhecimento, dedicando-se com amor no auxílio a todos que lá chegam em busca de um alívio para suas dores, sejam elas de ordem física ou espiritual. O local nasceu da devoção e desprendimento de almas altruístas, que unidas em torno de um bem comum, cuidam do bem-estar e do refazimento físico daqueles que clamam por um refrigério para suas aflições. É um local bendito para a cura das dores através da reconstrução da alma. Ninguém sai sem a compreensão e a orientação do processo necessário para alcançar a sua restauração integral.

O templo é adornado com inúmeros quadros, são pinturas que trazem ao nosso conhecimento importantes ícones, os quais representam as mais diversas religiões e doutrinas. Estes espíritos de luz, cada qual em seu respectivo tempo, são considerados Santos pelas suas atitudes de amor e dedicação quando encarnados. Estes foram seres iluminados que viveram suas vidas em prol de seu semelhante, compartilhando seus ensinamentos e conhecimentos com aqueles que receberam a benesse de palmilhar as veredas em sua companhia, deixando um legado de fraternidade e fé em sua passagem. Eles ainda emanam boas vibrações e muita luz do plano superior para a humanidade, sendo seus corações repletos de amor abnegado, exercendo com esmero os preceitos deixados pelo Mestre.  Essas pinturas representam mais que uma imagem eternizada pela arte, traduzem de forma grandiosa o encontro dos povos no campo da fraternidade, somando esforços individuais e coletivos, priorizando a união em direção da única rota a ser seguida por todos: aquela que nos leva à Deus.