273469029_3304763886420820_763452283799905079_n.jpg

O FUNDADOR 
Wagner Fiengo

 

Pela Dra. Bianca Lopes 

        Wagner Fiengo, nascido em junho de 1971, na cidade de São Paulo, é filho do casal católico Sérgio e Reginalva. Apesar da religião praticada pela família, demonstrou desde cedo que sua iniciação religiosa não seguiria o mesmo caminho, uma vez que sentia medo e não conseguia permanecer naquele meio.

​        Seu Tio Cláudio e o avô Ermilio comovidos com sua situação, os levaram para conhecer o Centro Espírita Meimei, onde teve sua mediunidade revelada, ao receber a primeira mensagem da espiritualidade.

 

          Aos 20 anos, iniciou seus trabalhos mediúnicos no centro espírita Doze Apóstolos, através da psicografia, clarividência e psicofonia. Com 27 anos, ele recebeu uma grande revelação, ocasião em que o informaram que o mesmo desenvolveria várias doenças graves, desencarnando aos 33 anos em decorrência das mesmas. Apesar da acentuada preocupação, guardou esta informação para si.

          Em 2000, ao realizar um exame periódico, foram observadas alterações hepáticas e pancreáticas sérias, onde realizaram uma série de exames, investigando mais profundamente. Foram encontradas lesões no esôfago, havendo necessidade de cirurgia. Entretanto, durante o procedimento pré-operatório, constatou-se uma alteração da tireoide, onde nódulos foram detectados. Este fato fez com que sua cirurgia fosse adiada.

 

         Procurou ajuda no Centro Espírita Doze Apóstolos, local onde era trabalhador. Assim, ele teve sua primeira intercessão espiritual feita por São João Batista e Irmã Luíza Abreu de Andrade. Sua tireoide foi normalizada, desaparecendo os nódulos citados. Em relação a cirurgia no esôfago, foi orientado que deveria ser realizada no campo da Medicina terrestre.

 

         Ao aproximar-se a data de completar 33 anos, recebeu a visita do espírito amigo, Dr. Ângelo. Este foi seu ordenador e professor de medicina, em encarnação pretérita na Normandia, na França. Wagner foi orientado que deveria preparar-se, pois começaria a realizar cirurgias espirituais em parceria com ele.

 

         Em 2004, deu início aos procedimentos cirúrgicos com instrumentação, porém sem cortes físicos. Muitas pessoas agraciadas, divulgavam a outros necessitados, assim crescia exponencialmente a procura pelos tratamentos.   Posteriormente, foi orientado pela espiritualidade a expansão dos dias de atendimento, com as cirurgias sendo realizadas aos Sábados.

 

         Nesses trabalhos espirituais, o médium tem acesso à consciência de outras vidas, adquirindo novamente as aptidões que outrora possuía, como o idioma da época, vasto conhecimento já adquirido, assim como sua própria força física e espiritual.

  

          Em 2007, vivenciou uma regressão para sua vida na França, no ano de 1714, onde tinha o nome de Henrye, foi padre na igreja católica, aluno de medicina, trabalhava com Dr. Ângelo.  

 

           Após receber essa revelação, Wagner compreendeu que os sintomas que apresenta nessa vida, são estigmas do que ocorreu no passado, quando viveu como o padre Henrye. Diante do exposto, Dr. Ângelo intercedeu em algumas ocasiões no corpo de Wagner, visando seu bem estar. 

 

            Em 2008, na Vila Matilde, fundou com amigos, o Centro Espírita Irmã Luiza Abreu de Andrade, onde ocorriam trabalhos de passes e assistência espiritual, libertação e cura, assim como cirurgias espirituais. Neste mesmo ano, foi entrevistado pela revista ISTO É e foi convidado pela Rádio Mundial a comparecer em transmissões que se mantém, periodicamente, até os dias atuais. No início de 2010, começou a canalizar dentro do trabalho de cirurgia, letras e composições, as quais seriam a base para a fundação de uma nova doutrina, denominada como ERA BRANCA (a revelação musical dos espíritos), que posteriormente promoveu a unificação das religiões visando o bem comum.

 

              Este foi o marco para o início das transcrições de várias músicas e a criação das melodias. No dia 1º de novembro de 2013, fundou a Era Branca, no local do antigo Centro Luiza Abreu de Andrade, onde desde então correlaciona a música aos trabalhos espirituais.

 

            Após 02 anos, sob orientação do Dr. Ângelo, iniciou um projeto em Alfenas, no C.A.P.S (Centro de Apoio Psicossocial), utilizando como ferramentas a música e o Tai Chi Chuan.  Neste mesmo ano, iniciou a psicografia de 110 novos ensinamentos, provenientes do espírito de Lao Tsé, no Livro intitulado Tao Te Ching (O Retorno do Mestre). Em sequência, nasceu o livro Sabedoria – por Confúcio e a importante obra Dharma – por Buda Sakyamuni.

 

            Em outubro de 2015, Wagner recebeu através da psicografia, a primeira canção transmitida por cantores já desencarnados. O primeiro deles foi Raul Seixas, com o tempo outros como Tim Maia, Vander Lee, Chorão, Cássia Eller, Tom Jobim etc..., deram sua contribuição.

 

           Com o decorrer dos anos, os trabalhos foram sendo aperfeiçoados, surgindo a necessidade de organizar o método. Desta forma, com Dr. Edson Góes, surgiu o Tratado Elementar de Medicina Vibracional. Neste documento, fica claro o poder da música em colaborar na manutenção da sanidade mental dos seres humanos, principalmente no que se refere a dor e ao medo.

 

           Proporcionando-lhes esperança, amor e consciência, através da mudança do campo magnético vibracional, a música age no despertar dos centros de força, iluminação da aura e fortalecimento da energia vital.

Wagner tornou-se escritor da Editora Madras, participando da Bienal do Livro de 2018, autografando o livro de Tao Te Ching – Lao Tsé, este foi recitado em Chinês, traduzido para o Português, ainda que o médium desconhecesse esse idioma, na presente existência.

 

            Posteriormente, fundou a Editora Era Branca, quando publicou o livro “Quando realmente começa a vida”, pelo espírito de Rosemary. No dia 07 de março de 2020, publicou o livro de poesias de Chico Xavier – A Cura da Alma. 

             Atualmente, Wagner mantém o trabalho espiritual com zelo, amor incondicional e dedicação, realizando as cirurgias espirituais às terças, quintas e sábados, além de um trabalho muito especial, no qual homenageia os antepassados, através do recebimento de mensagens por psicografia, enviadas por espíritos que se desligaram deste plano, os quais anseiam por manter contato com suas famílias, que buscam um conforto espiritual. Durante esse trabalho, são tocadas canções que conectam o espírito com suas famílias, criando um elo fortíssimo que permite a conexão. São oferecidos flores e frutos, como em uma cerimônia Budista. Esse trabalho ocorre no primeiro Domingo de cada mês.

 

           Em 2020, iniciou o trabalho de expansão da Era Branca, onde novas unidades estão sendo orientadas a trabalhar seguindo a metodologia, aplicando durante seus atendimentos, a medicina vibracional através da meditação, Tai Chi Chuan, musicoterapia, leitura das obras e terapias, como o Reiki.

 

         Atualmente, novos livros estão sendo psicografados, almejando que em breve tenhamos os ensinamentos atualizados em uma linguagem mais simples e de fácil compreensão. Essas obras estão sendo enviadas por grandes Mestres do Oriente e Ocidente.