Dr. Bezerra de Menezes

Bezerra de Menezes

Dr. Bezerra de Menezes foi um médico, jornalista e político que se destacou como grande trabalhador nos primórdios do espiritismo no Brasil. De família católica, sua adesão pública à doutrina espírita foi marcada por um discurso que proferiu em 1886 para uma plateia de mais de 2 mil pessoas no Salão da Guarda-Velha, no Rio de Janeiro, então capital do Império. Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti nasceu em 29 de agosto de 1831 na fazenda Santa Bárbara, em Riacho das Pedras (atualmente município de Jaguaretama) no Ceará, e desencarnou em 11 de abril de 1900.

Desde estudante, Bezerra de Menezes teve um itinerário bastante significativo. Queria tornar-se médico, mas o pai, por dificuldades financeiras, não podia custear seus estudos. Mudou-se então, em 1851, aos 19 anos, para o Rio de Janeiro. Um ano depois, ingressou como praticante interno no Hospital da Santa Casa de Misericórdia. Para poder estudar, dava aula de filosofia e matemática. Em 1856, doutorou-se pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. 

A vida de Bezerra de Menezes foi pautada por intensa participação social, tendo ele ocupado os cargos de Cirurgião-tenente do Corpo de Saúde do Exército, Sócio Efetivo da

Bezerra de Menezes foi pai de nove filhos (dois com Maria Cândida de Lacerda, que faleceu em 1863, cinco anos após o casamento) e sete com Cândida Augusta de Lacerda Machado, irmã de sua primeira esposa, e com quem se casou em 1865. 

Sua atividade médica foi marcada por lindos casos de amor ao próximo, principalmente entre os mais pobres, o que propiciou respeito e reconhecimento de numerosos amigos que acabaram por levá-lo à política, na qual atuou por 30 anos.

Em espírito Bezerra de Menezes transmitiu várias mensagens através da psicografia de Francisco Cândido Xavier e orienta até hoje os trabalhos de várias casas espíritas, no Brasil e no mundo.

 

Fonte: https://correio.news/quem/quem-bezerra-de-menezes-no-espiritismo