top of page

Confúcio e Tábuas de Bambu Chinesas.


Por Michel D’ Alberti

Terapeuta Holístico, Espiritualista, Estudante das tradições espiritualistas e Missionário da Era Branca.


Tábuas de bambu escritas em chinês se referem a uma forma antiga de registro de informações na China, que era comum antes da invenção do papel. Essas tábuas eram feitas de finas tiras de bambu, que eram polidas e gravadas com caracteres chineses usando pincéis ou estiletes. Elas eram usadas para uma variedade de fins, incluindo documentos legais, registros históricos, textos religiosos, mapas e até mesmo literatura.


A prática de escrever em tábuas de bambu remonta a mais de dois mil anos na China e desempenhou um papel importante na preservação da cultura e história chinesa. Essas tábuas eram portáteis e relativamente duráveis, o que as tornava uma escolha prática para a escrita e armazenamento de informações. Além disso, como a China antiga não havia desenvolvido o papel, as tábuas de bambu eram uma das principais opções para a escrita.

As informações gravadas nas tábuas de bambu incluíam textos confucionistas, registros históricos, tratados legais e médicos, bem como registros contábeis e outras informações cotidianas. Muitas descobertas arqueológicas na China ao longo dos anos revelaram essas tábuas, oferecendo valiosos insights sobre a cultura e a história chinesa antigas.


Um dos conjuntos mais famosos de tábuas de bambu escritas em chinês é o "Bamboo Annals" (ou "Zuo Zhuan" em chinês), que é um importante texto histórico da China antiga. Essas tábuas contêm anais históricos e eventos políticos que ocorreram durante o Período das Primaveras e Outonos (771-476 a.C.) e o Período dos Reinos Combatentes (476-221 a.C.).


Outro conjunto muito importante para a cultura chinesa e ocidental são os textos que o honorável Mestre Confúcio deixou para a humanidade, esses textos eram os "Analectos de Confúcio" são uma coleção de ditos e ideias atribuídos ao filósofo chinês Confúcio e a seus discípulos. Essa obra é considerada uma das fontes mais importantes para entender a filosofia confuciana. Os Analectos abordam uma ampla gama de tópicos, incluindo ética, moral, política, educação e relações humanas. Eles contêm diálogos e anedotas que capturam os princípios fundamentais do pensamento de Confúcio.

Os Analectos de Confúcio são uma parte crucial da literatura clássica chinesa e têm exercido uma influência duradoura na cultura e na ética chinesas. Eles abordam a importância da retidão, do respeito filial, da justiça, do respeito às tradições e do cultivo da virtude como meio de alcançar uma sociedade harmoniosa e uma vida pessoal plena.


Com o tempo, o uso de tábuas de bambu diminuiu à medida que o papel se tornou mais amplamente disponível e mais prático para escrever. No entanto, as tábuas de bambu têm um lugar especial na história da escrita chinesa e continuam a ser estudadas por sua importância histórica e cultural. Muitas dessas tábuas sobreviveram até os dias atuais, graças aos esforços de preservação e restauração.


Na Era Branca através da mediunidade do escritor Wagner Fiengo, o Mestre Confúcio nos enviou um livro chamado “Sabedoria” onde nos ensina em uma linguagem atual várias lições para as mais diversas situações do dia a dia, é como um oráculo onde o leitor pode receber um conselho do próprio mestre Confúcio e assim seguirmos em nossa jornada buscando sermos pessoas melhores.


Namaste.


Respeitadas as previsões legais com base na LGPD e direitos da propriedade intelectual informamos que o texto do colaborador não representa a opinião da Instituição.


53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page